Sofrer por antecipação


Não é incomum encontrarmos pessoas que sofrem por antecipação. Basta imaginarem que algo poderá acontecer e elas já começam a sofrer: se precisam fazer algo, logo acham que não vão conseguir, que não vai dar certo e aí ficam angustiadas, não conseguem dormir direito à noite, ficam irritadas e, por vezes, acabam desistindo do compromisso que assumiram.

Isto faz parte do quadro do Transtorno de Ansiedade, embora muitas vezes as pessoas não se percebam ansiosas, chegando a ficar surpresas quando lhes é passado este diagnóstico. Então imaginam que bastará tomar "um remedinho" para resolver seu problema.

O remédio (ansiolítico ou antidepressivo) pode ajudar a diminuir o sofrimento, mas não irá tratar a causa. Sendo assim, no momento que o indivíduo parar de usar a medicação prescrita por seu psiquiatra e se deparar com uma situação ansiogênica, o sintoma voltará. A psicoterapia poderá ajudar a identificar as situações que geram ansiedade, reconhecer seus sintomas e ensinar técnicas para aliviar o sofrimento.

É preciso deixar a situação acontecer primeiro, para depois ver se o sofrimento é condizente com ela ou não. Sofrer "de véspera" faz com que o indivíduo tenha um gasto intenso de energia psíquica por coisas que acabam não acontecendo. O mais agravante é que as pessoas não percebem que todo o sofrimento vivido foi em vão.

O exercício respiratório, a atividade física, boas horas de sono, boa alimentação e práticas meditativas são técnicas que ajudam a aliviar o sofrimento e a baixar o nível de ansiedade. No entanto, o fator principal é buscar a origem da ansiedade, que pode ter sido lá no início da vida, no processo de separação/individuação que não foi feito de forma adequada, podendo levar a fazer um quadro de ansiedade de separação e que acaba causando prejuízos na vida adulta.

Em alguns casos de Transtorno de Ansiedade, só a psicoterapia resolve. Em outros, faz-se necessário também usar medicação. Daí a importância de consultar um profissional da área da saúde mental, visto que este terá condições de ajudar você ou quem você ama.

#Psiquiatria #Medicamentos

250 visualizações

CLIQUE E FALE

+55 51 999-877-258

REDES SOCIAIS

Código de Ética Profissional do(a) Psicólogo(a)

CONSULTÓRIO

Rua Rita Lobato, 191 sala 306

Praia de Belas - Porto Alegre/RS

Conselho Regional de Psicologia do RS