• Anissis Moura Ramos

Imaginação: o espelho da alma


A imaginação estabelece um vínculo entre o mundo interno e o externo. Nossas lembranças, planos, sonhos, desejos, projetos têm origem na alma. No entendimento de Spinoza as imaginações se dão pela força da alma e Kant considerava a força da imaginação algo primordial para a percepção.

A palavra imaginação vem do latim imaginatio, significa imagem, visão e algumas pessoas dão a conotação de fantasia, que não está errada. E o bom da imaginação é que ela nos permite estarmos conosco mesmo e, também, nos possibilita imaginar o mundo do outro, o seu mundo, aquilo que ele pensa e sente, levando-nos até a nos perdermos no outro e nos perdermos de vista, mas também nos dá condições de ficarmos presos ao nosso interior, quando perdemos o outro de vista.

O interessante é que existem pessoas que usam a força da imaginação para lhe gerar sofrimento, pois só lembram de situações negativas, de fatos que lhe fizeram sofrer, imaginam o que o outro pensa a seu respeito e obviamente que também lhe é desfavorável. Por que isto acontece? Em função da sua tríade cognitiva: como vê o mundo, a si e o outro e isto está associado a emoção. Geralmente, enxergam o mundo de forma distorcida, mas é a percepção delas e não temos como obriga-las a ver da mesma forma que vemos. Precisamos sempre ter claro que nem todo mundo consegue caminhar no mesmo rio.

Em contra partida, a pessoa que imagina com alegria, a torna vivaz. Faz com que seja nutrida por seus anseios, desejos, expectativas. Vive a imaginação como algo que vai acontecer com certeza, que acredita naquilo que está imaginando e desenvolve meios para que a sua imaginação se concretize. Bem diferente daqueles que abafam sua imaginação com pensamentos disfuncionais.

A alegria antecipada é importante para nossa vida, por expressar um anseio que é capaz de nos elevar sobre o dia-a-dia, nos dando coragem, animo e iniciativa. A alegria antecipada é também conhecida como alegria mágica e faz com que ignoremos a realidade das pessoas envolvidas no processo de imaginação.

Toda a imaginação irá se reportar ao nosso estado emocional no momento, que influenciará na nossa percepção, nunca esquecendo que a base da imaginação está na alma, ou seja, no nosso interior.

Portanto, a nossa imaginação vai depender dos conteúdos que carregamos conosco, das nossas vivências, experiências, do olhar que temos para vida e para os outros e do peso que damos para as coisas que acontecem em nossas vidas, ou seja, é de total responsabilidade nossa termos boas ou más imaginações e colocarmos a emoção que quisermos a fim de colori-las ou não.


0 visualização