• Anissis Moura Ramos

O Egocêntrico. Conhece alguém assim?


Percebe-se que cada vez mais que as pessoas estão voltadas para si, vivendo como se o mundo girasse em torno delas, acreditando que todo mundo tem que servi-las. Afinal, consideram-se importantíssimas, por isso desenvolvem um tipo de comportamento que acaba sendo rejeitado socialmente, contribuindo para que o egocêntrico continue no seu mundo clamando por atenção.

Em geral, a pessoa egocêntrica fala compulsivamente, não dando espaço para que o outro possa falar, porque na realidade ela não quer escutar, mas sim ser escutada. Fala mesmo que o outro não lhe escute, o importante é falar. Enche nossas redes sociais de mensagens, pela necessidade de se fazer notar, sem perceber que esse clamor de se fazer ouvir e de se fazer presente é tão estafante a ponto de saturar o outro com facilidade.

A crença que o egocêntrico carrega consigo de ser tão importante e o fato de se ver como o centro do universo impede que veja o quanto isso prejudica suas relações sociais. Projeta as dificuldades de relacionamento para o outro e frente a maiores dificuldades, afirma ter uma personalidade forte.

Pessoas com esse perfil têm dificuldade de aceitar a opinião do outro, procuram sempre impor a sua vontade. Tornam-se agressivas quando o outro não segue o seu caminho. Agem com arrogância sem se preocupar com o bem estar dos demais, procuraram manipular os que estão a sua volta para atingir seus objetivos egocêntricos.

O egocêntrico é uma pessoa com dificuldade de se aceitar, por isso usa de alguns artifícios para se promover. Na realidade esse comportamento está a serviço de lhe proteger. Necessita passar a ideia de uma pessoa segura, boa, comunicativa, com facilidade para fazer amigos. Mostra um amor-próprio elevado como forma de esconder a visão negativa que tem de si mesmo. Tem a necessidade de se sentir importante e admirado.

Na realidade, o egocêntrico é uma pessoa digna de pena, que gostaria de estabelecer relações saudáveis, mas pela sua empáfia acaba fazendo com que as pessoas se afastem. O agravante é que não consegue fazer essa leitura.


0 visualização