Cuidado! Vá com prudência

01/01/2014

Um assunto que tem chegado com muita frequência no consultório e até mesmo nas rodas de amigos são as soluções mágicas oferecidas por alguns livros de auto-ajuda. Não tenho nada contra eles, até leio alguns, mas é preciso usar o bom senso e não ficar acreditando que existem soluções mágicas para os seus problemas.

Sabemos que nós humanos somos movidos por energia, assim como o universo e que o ideal é que exista uma harmonia entre nós e o universo, para que possamos viver de forma homeostásica. Porém, temos que ter crítica o suficiente ao lermos este tipo de livro para não achar, como muitos pensam, que as coisas vão acontecer do nada.

Não adianta eu colocar na porta da geladeira ou no espelho do quarto a foto da casa que eu quero comprar e que custa R$ 500.000,00, se o meu salário, que é a minha única fonte de renda, é de R$ 2.500,00. Pode parecer óbvio isto que estou falando, mas por incrível que pareça muitas pessoas acreditam nisto.

Tenho acompanhado alguns casos, em que as pessoas cada vez se endividam mais, pois leram ou assistiram a um vídeo em que diz que as pessoas quando estão numa situação financeira difícil, devem se comportar como se tivessem muito dinheiro. Por isto, frequentam restaurantes caros, trocam de carro, vão a shows, finais de semana viajam, compram roupas caras e por aí vão, endividando-se cada vez mais. Não conseguem compreender e contestam quando lhe é mostrado que a forma como estão agindo, irá coloca-los cada vez mais no buraco.

Estes livros ou vídeos poderão ajudar as pessoas, dentro da realidade delas. Por isto, a importância de ter cautela, de não começar a gastar desenfreadamente, quanto mais neste ano que promete ser de recessão, pois assim conseguirá mudar o seu padrão de vida. As mudanças em nossa vida acontecem de dentro para fora e não o inverso. Ao desejarmos que algo mude, precisamos primeiramente termos claro o que é que deve ser mudado, tendo esta clareza deve-se pensar em quais estratégias usar para que esta mudança tenha êxito. Definida as estratégias é coloca-las em prática e aguardar os resultados.

Outro ponto que precisamos trabalhar é desenvolvermos o hábito de sermos verdadeiros, primeiramente com a gente mesmo e depois com os outros. Fazer com que a verdade prevaleça em nossa vida, pois é a partir dela que poderemos construir qualquer projeto, sem corrermos o risco de ele desmoronar e de nos desapontar perante as outras pessoas.

E como ponto final, que talvez devesse ser o primeiro, é procurarmos nos mantermos harmonizados com todas as pessoas e coisas. Evitando comentários desagradáveis e desnecessários que possam machucar o outro, cortando as fofocas, procurando desenvolver a tolerância, a paciência, a compaixão, a cordialidade, a generosidade.

Estes três pontos, que são tão simples e básicos é que podem contribuir para algumas mudanças em nossa vida. A partir do momento que compreendermos que a nossa vida depende única e exclusivamente de nossas atitudes e pensamentos, que somos os responsáveis por tudo o que acontece nela, aí conseguiremos mudar as coisas que nos impedem de agir ou viver de forma diferente. Portanto, cabe a nós avaliarmos, com cautela, cada atitude, cada pensamento, cada sonho que temos para ver se está dentro da nossa realidade de vida. Caso não esteja, não é motivo para se desesperar, basta analisarmos quais os melhores meios que poderemos nos valer, para que possamos tornar realidade àquilo que almejamos.

Please reload

Posts Recentes

06/11/2019

18/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • SoundCloud Social Icon
  • LinkedIn Social Icon