Ser educado é retrô?

 

Cada vez é mais assustadora a falta de educação que parece tomar conta da nossa sociedade, na qual me incluo.

 

Aquelas velhas palavras mágicas (com licença, por favor, obrigada) parecem não fazer mais parte da nossa realidade, mas sim de um passado longínquo. E que ninguém pense que isto se limita a uma determinada classe social ou faixa etária. A sensação que é transmitida por este tipo de comportamento é de total permissividade, de egocentrismo, de narcisismo, da falta de olhar para o outro. Por que? Porque a pessoa julga que pode tudo, e o outro, que se vire.

 

Infelizmente, esta é a realidade que vivemos nos tempos atuais. Algumas pessoas se percebem acima de tudo e de todos; sendo assim, podem fazer o que quiserem e como quiserem. Isto quando não acreditam que vieram ao mundo para serem servidas.

 

Com este pensar, não se prendem aos princípios básicos da educação, mas acredito que podem ser julgadas, provavelmente não tiveram quem lhes mostrassem que o mundo não gira em torno delas, que os princípios básicos da educação são como canja de galinha, não fazem mal a ninguém.

 

O que mais chama atenção é que um vai na onda do outro. “Se o fulano não faz, por que eu tenho que fazer? Se ele não pede por favor, não agradece, querem que eu faça? Nada disso, retribuo da mesma forma!” E com este pensamento as pessoas vão vivendo e descontruindo todo um aprendizado que deveria ser básico para qualquer cidadão. Entretanto, já faz algum tempo que a educação está sendo terceirizada; os pais não querem mais ter o compromisso para escola. A função da escola não é de educar e sim de ensinar, mas com a demanda que tem de alunos, não consegue desenvolver este papel. Muitas vezes, esta função cai em nossos consultórios, só que também não é nossa tarefa.

 

Outro dia, ao atender uma mãe, perguntei a razão pela qual estava procurando terapia para o filho e a resposta obtida foi “falta de limites e educação”. Porém, a falta de limite e educação a qual se referia não era do filho, mas dos pais, percebe-se isto, por meio das combinações feitas e que não conseguem ser cumpridas.

 

A educação sempre foi e sempre será, creio eu, um papel da família e não podemos deixá-la de lado. Educação não se resume apenas as palavras básicas, com licença, por favor, obrigada. Envolve atenção, respeito, consideração, postura, princípios que também são algo do passado.

 

Acredito que sempre é tempo de revermos nosso comportamento e mudarmos, de olharmos para dentro de nós e tentarmos corrigirmos as coisas que estamos fazendo e que não são legais. Não é porque já tenho uma determinada idade que posso fazer tudo ou que não preciso mudar, o processo de mudança pode se dar a todo momento, basta estarmos abertos a ele e querermos fazer a diferença em uma sociedade que está tão adoecida.

 

Paz do eu.

Please reload

Posts Recentes

06/11/2019

18/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • SoundCloud Social Icon
  • LinkedIn Social Icon