Regras

25/01/2017

 

Regras, algo difícil para muitos brasileiros, pois adoram burlá-las, tanto que somos conhecidos no exterior, como o “povo do jeitinho brasileiro”. Não respeitar regras para muitos é um ato de liberdade, de oposição, de esperteza. O interessante é que sempre encontram uma justificativa para explicar o motivo que levou a não cumprir a regra. Segundo Karnal, o brasileiro consegue acrescentar incisos, artigos às regras e ainda somos capazes de interpretar a regra, quando na verdade deveríamos cumpri-la.

 

Hoje as pessoas fazem valer a regra que lhe convém, que julga que irá lhe promover a felicidade, independente se isto poderá ocasionar prejuízo aos outros. Tomás de Aquino dizia que o ser humano age tendo por finalidade a própria felicidade, podendo isto ser usado tanto para o bem quanto para o mal.

 

Chama atenção que mesmo agindo assim, estas pessoas estão sempre dispostas a reclamar, a criticar e apontar as falhas existentes no país, na empresa, no meio em que convive, como se não fizessem nada errado. As pessoas que mais gostam de levar vantagens, que procuram sempre uma brecha na lei ou na regra para se beneficiar, tem um discurso perfeito, capaz de convencer qualquer pessoa de sua integridade. Em muitos casos, até se aplica a famosa frase “à mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta”. Como vivemos num mundo em que a aparência é o que pesa, então, aparentar ser um cumpridor de regras, ter uma fala convincente é o suficiente para muitos, pena que não conseguem avaliar o resultado que isto tem em suas vidas.

 

Atualmente, percebe-se que as pessoas estão vivendo um mundo mágico, como se nada pudesse atingi-las, mas é bom que fiquem atentas, pois estamos vendo que não é bem assim, a casa aqui no Brasil começou a cair. Muitos ainda não acreditam nisto, mas correm o risco de pagar um preço muito alto.

 

Cumprir regras não significa viver uma vida bitolada, mas sim uma vida de verdades, mas afinal, o que é verdade? Para Nietzsche esta é a pergunta mais sutil de todas.

 

Poderíamos iniciar aqui um debate filosófico entre regra e verdade, mas não é este o objetivo e sim convida-los a pensar sobre a maneira que cada um lida com as regras e a influência que estas podem ter em suas vidas. Ela é positiva ou negativa? Precisamos aprender a pensar e questionar para evitarmos o vazio que toma conta de muitas pessoas.

 

Vemos que nos países em que as leis e regras são cumpridas, o povo vive em melhores condições. Por que será?

Please reload

Posts Recentes

06/11/2019

18/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • SoundCloud Social Icon
  • LinkedIn Social Icon