O bullying vivido na infância pode influenciar na vida adulta

01/02/2017

 

Foto: Jeff Meshel's World

 

A palavra bullying se for desmembrada, veremos que bully significa valentão, referindo-se a todas as formas de atitude agressivas (verbal e/ou agressiva) feita por uma pessoa ou grupo com a intenção de intimidar ou agredir alguém.

 

Pesquisa realizada pelo American Journal of Psychiatry, com 7.771 crianças expostas a bullying na faixa etária dos 7 aos 11 anos e que foram acompanhados até os 50 anos, pelos pesquisadores, mostrou que as pessoas que foram acometidas por este tipo de violência, tiveram efeitos na sua saúde física e mental, não só na época, mas no decorrer da vida, atingindo a vida social e econômica na fase adulta. As pessoas que haviam sofrido bullying, na medida em que foram envelhecendo, tiveram suas funções cognitivas diminuídas, assim como, aumentou o número de pensamentos suicidas, depressão e transtorno de ansiedade.

 

As crianças que sofrem este tipo de violência, acabam se tornando mais introvertidas, fazendo com que se mantenham mais afastadas dos grupos sociais, tornando-se inseguras e podem repercutir na vida acadêmica. Geralmente, estas pessoas desenvolvem crenças de que não são pessoas boas; que não merecem ser bem sucedidas; que não merecem se dar bem na vida, porque se percebem como um objeto ruim, principalmente, quando a criança não encontra alguém que o proteja, que vá até a escola ver o que está acontecendo. É comum vermos os pais acharem que a criança tem que resolver o problema e não se dão conta que ignorar a queixa do filho também é um ato de violência para com ele.

 

Segundo pesquisa realizada no Brasil pelo IBGE em 2013, com 1.101 alunos do 9º ano do ensino fundamental, foi identificado que 7,2% foram alvos de bullying. Vê-se, então, que quase 30% dos alunos brasileiros, seja na condição de agressor ou de vítima, já se envolveram com este tipo de violência.

 

Estes estudos nos mostram o quanto a violência ainda é banalizada em nosso país, bem como, o quanto a nossa sociedade não está preparado para lidar com estas questões. Interessante de ver, que o bullying não é praticado apenas por crianças, mas entre os adultos também, na realidade, as pessoas reproduzem na escola, no trabalho ou nas relações interpessoais, as experiências vividas no início de sua vida ou a maneira como vive o seu dia-a-dia.

 

Portanto, o bullying não pode ser visto como algo normal, é um ato de violência e como todo ato de violência deve ser combatido. Importante que as pessoas que foram vítima de bullying na infância, fiquem atentas para ver se os efeitos deste, ainda não estão presentes na sua vida. Pode parecer bobagem para alguns, mas não podemos ignorar os resultados das pesquisas. Basta observarmos e veremos que existem pessoas que passam a vida remando e não conseguem sair do mesmo lugar e por que disto? Pare e pense sobre o assunto e não se surpreenda se algumas cenas da sua infância vierem à tona.

Please reload

Posts Recentes

06/11/2019

18/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • SoundCloud Social Icon
  • LinkedIn Social Icon