Elegância, respeito e boa educação também nas redes sociais

 

No mundo globalizado em que vivemos, cada vez mais dá-se ênfase a importância da comunicação, sendo este um assunto muito debatido em vários segmentos. Sabe-se que dependendo da teoria de comunicação a qual nos reportarmos, a comunicação é compreendida como um processo de dar e receber informação, podendo ser de forma verbal ou não verbal;  um processo de interação, entre outras definições. Entretanto, percebe-se que nem sempre a comunicação vem ocorrendo da forma mais adequada. As pessoas pouco interagem, preferem se comunicar através das redes sociais, local em que podem se expressarem da forma que julgam interessante, sem respeitar algumas regras da boa comunicação.

 

É inegável que a tecnologia facilitou muito a vida de todos nós, pois abriu um leque de conhecimentos a ser explorado; permitiu que encontrássemos pessoas que no decorrer da vida tomaram outros rumos e os contatos acabaram se perdendo. Porém, também identifica-se pontos negativos nas comunicações feitas através das redes sociais.  Algumas pessoas usam como meio de trocar farpas, de provocações, de discussões. Outros esquecem que respeitar a privacidade e o espaço do outro é necessário, porém, empoderam-se de uma intimidade, que só existe no imaginário deles, enchendo as redes sociais do outro sem ter o cuidado de ver se o que está sendo enviando é de interesse do receptor, se ele tem tempo para ficar olhando mensagens, se está disposto a esse tipo de comunicação.

 

A elegância, o respeito e a boa educação são elementos chaves para qualquer tipo de comunicação. A forma como conduzimos a comunicação, até mesmo nas redes sociais, mostram o nosso funcionamento. Podemos ser percebidos como pessoas que não conseguem conviver consigo mesma, que sofre de solidão, ansiosas, impulsivas, deselegantes, mal educadas, narcisistas, inadequadas toda vez que ficamos forçando uma proximidade por meio das redes sociais, que não existe na vida real. Vendemos uma imagem negativa ao nosso receptor, fazendo com que ele se distancie ao invés de se aproximar. As redes sociais devem ser usadas de forma positiva, permitindo a comunicação entre as pessoas sem invadir a privacidade, respeitando o espaço e o tempo do nosso receptor. Nem todo mundo tem tempo disponível para ficar olhando as mensagens que lhe são enviadas.

 

Precisa-se pensar um pouco sobre o que fez as pessoas mudarem seu comportamento com a chegada das redes sociais. Quando não tinha redes sociais as pessoas iam todos os dias nas casas de seus amigos para contar piadas, falar sobre mensagens que leram? Claro que não! Então, por que agora precisam fazer isso várias vezes ao dia? Será que esse tipo de comportamento não se torna inconveniente? O que estimula agir dessa forma?

 

Estudos mostram que apesar de as redes sociais reduzir os fusos horários que, muitas vezes, distanciam as pessoas, elas podem lhes gerar tensões e tristezas, fazendo com que se sintam deprimidas e perturbadas, porque passam grande parte do seu tempo se comparando com os outros, buscando “popularidade, curtidas e aprovação social. Para que tenham êxito em seus objetivos, compartilham volumes crescentes de informações. Segundo estudiosos, em determinadas circunstâncias, as pessoas percebem a comunicação online como “superpessoal”, e, com isso, podem interpretar de forma errônea as mensagens ali postadas.

 

Avaliar e reavaliar a maneira como estamos conduzindo a nossa comunicação nas redes sociais é importante, porque além de preservar a nossa imagem, evita que as outras pessoas tenham uma impressão negativa a nosso respeito.

Please reload

Posts Recentes

06/11/2019

18/10/2019

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • SoundCloud Social Icon
  • LinkedIn Social Icon